Amy Adams: "Tenho sorte de conhecer mulheres que me servem de inspiração"

Premiada como Melhor Atriz em Comédia ou Musical por "Big Eyes"

Qualquer uma podia ganhar, mas quem levou o premio foi Amy Adams por seu papel de Margaret Keane em "Big Eyes", conquistando a categoria de Melhor Atriz em Comédia ou Musical na 72ª entrega do Globo de Ouro, transmitida pelo TNT para toda a América Latina. Dessa forma, a italiana de Vicenza, Itália, terminou vencendo Emily Blunt (Into the Woods),  Helen Mirren (The Hundred-Foot Journey), Julianne Moore (Maps to the Stars) e Quvenzhané Wallis (Annie).

"Nem precisava dizer que não estava preparada para isto. Nem retoquei o batom. Sinto que tenho muita sorte por estar aqui e por ter feito o papel de Margaret, com uma voz tão suave e uma visão tão marcante", disse ao subir ao palco do Beverly Hilton Hotel depois de ser anunciada como a grande vencedora por Ricky Gervais, ex-apresentador da cerimônia, substituído por Tina Fey e Amy Poehler desde 2013. E ainda concluiu: "Tenho sorte de conhecer mulheres que me servem de exemplo e inspiração. É maravilhoso que as mulheres tenham voz. Todas as mulheres que estão aqui falam com tanta força. Sou muito grata".

O filme estreou no dia 25 de dezembro e conta a história de Margaret, uma artista que se especializou em fazer desenhos de crianças com olhos enormes, e de seu marido, que contestou a autoria dos mesmos – que antes de virarem sucesso não tiveram boas críticas no início. Depois de sua separação, ela enfrentou um longo e difícil caminho para provar que os desenhos eram seus.

Dado TNT: Reese Witherspoon abandonou o filme "Big Eyes" para fazer "Wild".
por Alejandro Cusa

PUBLICIDADE