Como continua "Pacific Rim"?

Poderíamos ter uma saga de Kaijus e Jaegers

Em 2013 Guillermo del Toro lançou "Pacific Rim". Nesse filme de ficção cientifica um portal no fundo do Oceano Pacífico é aberto e permite que alienígenas colossais conhecidos como Kaijus entrem para atacar nosso planeta. Então, a humanidade se une para combatê-los criando máquinas gigantescas, chamadas Jaegers, que podem lutar contra esses seres do mundo exterior. Cada Jaeger é controlada por dois pilotos cujas mentes estão unidas por uma ponte neural. "Pacific Rim" nos mostrou feras imensas em lutas selvagens para evitar a extinção da humanidade. 

O filme foi ganhando seguidores e agora chega a desejada sequela: "Pacific Rim: Uprising". Mas parece que nem tudo terminará por aqui. O roteirista e diretor dessa segunda parte, Steven DeKnight comentou que não haverá apenas uma terceira entrega, mas que pretende criar uma grande saga. Não posso dar nenhum detalhe, mas tenho uma ideia muito clara (para o futuro). Quando estávamos criando Uprising eu sempre anotava o que eu queria para o próximo filme. Então tenho um esboço bem cru do que será. O plano sempre foi fazer a terceira entrega e depois expandir o universo para uma franquia do tipo Star Wars ou Star Trek, onde possa tomar diferentes direções. Diferentes histórias, um cânon principal, histórias paralelas, filmes solos. Tudo". Parece que seus planos são absolutamente enormes.

Em "Pacific Rim: Uprising", lançado essa semana, vemos que a guerra que pensávamos ter acabado está prestes a começar. Depois do primeiro ataque, os Kaijus voltam com mais poder para destruir a raça humana. Os Jaegers poderiam não estar à altura desse novo ataque e os humanos terão que idealizar uma nova maneira de combater o inimigo e salvar o mundo do apocalipse. Esse filme conta com a produção de Guillermo del Toro, ganhador recente do prêmio Oscar® de Melhor Diretor por "A Forma da Água". "Pacific Rim: Uprising" é protagonizado por John Boyega, Karl Urban, Scott Eastwood, Jing Titan e Rinko Kikuchi, entre outros, que deverão formar a unidade defensiva mais poderosa que jamais existiu.
por TNT