"Foxcatcher", aplaudido em Cannes. Candidato ao Oscar?

O filme de Bennett Miller recebeu elogios na Costa Azul e já perfila como forte candidato ao Oscar

No quinto dia de competição em Cannes, vários filmes perfilam como fortes concorrentes à Palma de Ouro, ganhando destaque no festival mais respeitado da sétima arte. Nesta segunda foi a vez de "Maps to the Stars", visão crítica do mundo das estrelas de Hollywood, dirigido por David Cronenberg, e "Foxcatcher", filme de Bennett Miller bastante aplaudido na Costa Azul e que para muitos já o forte concorrente ao Oscar.

"Foxcatcher" segue os passos do medalhista olímpico Mark Schultz (Channing Tatum), que sai da sombra do irmão Dave (Mark Ruffalo) e se muda para a mansão de um milionário chamado John du Pont (Steve Carell) a fim de ajudá-lo a criar um campo de treinamento de alto nível para as Olimpíadas de 1988. Neste contexto, onde a opulência e a manipulação são a moeda de troca, estabelece-se uma relação entre os três protagonistas que os conduzirão a um final trágico e verdadeiramente inesperado.

Durante a coletiva de imprensa, o cineasta explicou que escolher Carrel para o papel foi uma aposta, mas que se sentia convencido da decisão: "Nunca tinha visto Steve fazer algo assim. Apenas conversamos e ouvi o que ele pensava sobre o personagem, e tive a visão de que iria funcionar". "Não pareceu para nada um exercício de interpretação. Foi uma experiência completamente diferente e o crédito disto é todo de Benedict", completou o ator.

Por outro lado, "Maps to the Stars" não teve a mesma sorte, deixando a crítica dividida. O filme que mistura humor e realismo, mostra uma visão explosiva do mundo das estrelas, com personagens que sonham com o sucesso numa cidade que é na verdade uma grande armadilha. A produção tem um elenco de peso formado por Julianne Moore (Havana Segrand), Mia Wasikowska (Agatha Weiss), John Cusack (Dr. Stafford Weiss), Robert Pattinson (Jerome Fontana), Olivia Williams (Cristina Weiss), Sarah Gadon (Clarice Taggart) e Evan Bird (Benjie Weiss).

"Todos os meus filmes são divertidos e este não é exceção. Quando me dizem que faço comédia sempre digo outra coisa. Esta é a 'Divina Comédia'", disse o diretor aos jornalistas. Depois, comentou que "não é só sobre Hollywood" já que "tem gente desesperada e ambiciosa em qualquer lugar". Moore também concorda com a visão do diretor e completa: "A tragédia é divertida, a vida é divertida. Encontramos humor em todas as situações".

Dado TNT: Além de "Foxcatcher" e "Maps to the Stars", Cannes já exibiu "Le Meraviglie", "The Homesman", "Saint Laurent", "Mr. Turner", "Timbuktu", "Captives, "Winter Sleep" e o aplaudidíssimo filme argentino "Relatos Salvajes".
por Alejandro Cusa
Tags cannes