Gal Gadot: "Sou uma grande admiradora do trabalho de James Cameron"

A atriz minimizou a polêmica sobre os personagens femininos no cinema

Depois da grande decolagem profissional de Gal Gadot com "Wonder Woman", qualquer opinião que a tenha como protagonista gera uma grande revolta. Foi o que aconteceu quando o diretor James Cameron declarou que não gostou do tratamento da mulher poderosa no filme dirigido por Patty Jenkins que quebrou todos os recordes em 2017.

Consultada por EW sobre as declarações de Cameron, Gadot explicou a razão pela qual não respondeu a tempo: "Antes de tudo, sou uma grande admiradora de seu trabalho. Seus filmes são geniais. Foi muito inovador em muitas coisas que fez e eu não tenho mais do que grandes elogios para dizer sobre seu lado criativo e profissional". E garantiu que as declarações do diretor surgiram quando "estava promovendo outro filme seu. Era como se estivesse querendo publicidade e simplesmente não queria dar tanta importância".

Lembrando que Cameron tinha dito que não era necessário que um personagem tão duro como a Mulher Maravilha fosse interpretado por uma atriz tão linda quanto Gal Gadot porque a mensagem poderia ser contraditória ao ser tida como um objeto sexual. Em contrapartida, o diretor afirmou que um personagem como o de Sarah Connor (Linda Hamilton) em "Terminator" sintetiza perfeitamente o papel das mulheres poderosas.

Opiniões são opiniões e, definitivamente, vemos que as garotas estão pisando forte no cinema. Assim como disse Patty Jenkins em seu comunicado: "Não há um tipo certo ou errado de mulher poderosa". E enquanto as águas se acalmam, ela continua trabalhando na segunda entrega de "Wonder Woman" que, segundo disse, "será bem diferente" da anterior.






por TNT