O adeus a Mickey Rooney, o pequeno gigante de Hollywood

O ator faleceu aos 93 anos. Participou de mais de 200 filmes e recebeu dois Oscars.

Na noite de domingo, Hollywood se despediu de Mickey Rooney, uma das grandes figuras do cinema clássico, ao lado dos falecidos Peter O'Toole, Shirley Temple e Joan Fontaine. O ator, com mais de 200 filmes no currículo, faleceu aos 93 anos por causas naturais, segundo a imprensa do escritório forense do condado de Los Angeles.

Nascido em Nova York, ele teve seu auge entre as décadas de 30 e 40. Estreou no cinema em 1926, com apenas 6 anos de idade, na comédia muda "Not to be Trusted". Um ano depois, sua carreira tomou um rumo meteórico e Mickey McGuire conquistou o coração do público. De aí por diante, ele participou de diversas produções na sua fase dourada, que o levou a conquistar o Prêmio Juvenil da Academia, e outro em 1982, um Oscar em homenagem a sua trajetória no cinema.  

Enquanto a vida profissional do pequeno Rooney (1,57 metros de estatura) esteve repleta de sucessos e alguns altos e baixos no cinema e na TV, sua vida pessoal foi bem conturbada.  Problemas econômicos, vícios, casamentos fracassados também foram alvos da imprensa.  Teve relações estáveis Ava Gardner, Betty Jane Rase, Martha Vickers, Elaine Devry, Carolyn Mitchell, Marge Lane, Carolyn Hockett e Jan Chamberlain; entre namoricos esporádicos. Politicamente incorreto ao falar sobre cada uma delas, costumava fazer brincadeiras sobre seus divórcios, sem perder o bom humor que sempre o acompanhou até a morte: "Tenho tantas ex-esposas e filhos que não sei em qual casa vou passar o Natal". 

Dado TNT: Shawn Levy disse que Mickey Rooney tinha filmado algumas cenas para "Night at the Museum 3".
por Alejandro Cusa

PUBLICIDADE