O drama no Golden Globes® 2019

Elas e eles procuram ficaram com a estatueta, mas quem são e porque merecem?

Embora exija muito talento fazer rir ou chorar, o gênero dramático parece levar mais felicidades do que a comédia. Testa franzida, cenas horríveis ou histórias que nos deixam emocionalmente esgotados se alistam nessa categoria e o  Golden Globes® 2019 premiará as atrizes e atores que brilharam em seus papéis durante 2018.

Vamos juntos percorrer quem são os indicados e porque merecem nessa lista das e dos melhores do drama de 2019 no cinema:
Glenn Close por "The Wife". Dirigido por Björn Runge, o filme conta a história de uma mulher que acompanha seu marido a receber o prêmio Nobel de literatura. Na viagem começa a refletir sobre sua vida e as escolhas que fizeram. Close já conta com dois Golden Globes® que recebeu em 2008 e 2005.

Bradley Cooper por "A Star is Born". O reconhecido ator pegou um grande desafio ao dirigir e protagonizar este remake do clássico de 1937. Além de ser elogiado por sua co estrela, a espetacular Lady Gaga, o diretor deu-se o prazer de cantar diante grandes públicos e já entrou nas paradas musicais com a música "Shallow".

Lady Gaga por "A Star is Born". Deu vida a Ally, a jovem a ponto de abandonar seu sonho de fazer uma carreira musical descobre o sucesso pelas mãos de um lendário artista do country, interpretado por Cooper. Gaga já conta com um Golden Globe® por sua participação na série "American Horror Story".

Willem Dafoe por "At Eternity's Gate". Dafoe entrou em uma das vidas mais dramáticas da história da arte encarnando o pintor Vincent Van Gogh. Atormentado por seus pensamentos e pela falta de amor, o filme de Julian Schnabel foi filmado no sul da França que o artista capturou em suas pinturas.

Nicole Kidman por "Destroyer". A multi-premiada atriz australiana encarna Erin Bell, uma policial mulher que trabalhou por vários anos em uma gangue de criminosos do sul da Califórnia. Kidman comentou a Variety o que foi que lhe fez escolher esse papel: "É profundamente feminino, e muitas de suas motivações são devidas à filha e como ela se sente como mãe; não estar presente, e ter feito coisas para sua filha das quais tem vergonha". Essa é sua indicação número 13 aos Golden Globes®.

Lucas Hedges por "Boy Erased". Neste drama biográfico conhecemos a violência  à qual um jovem é exposto porque assume uma escolha sexual diferente. Nascido em uma família conservadora, com um pai pastor,  Jared Eamons é enviado a um programa que promete corrigir esse "desvio" que tanto irrita sua família. O filme é baseado no livro homônimo escrito por Garrard Conley.

Melissa McCarthy por "Can You Ever Forgive Me?". Usualmente vinculada à comédia, McCarthy mostra neste filme de Marielle Heller que é uma atriz multifacetada. No filme, baseado em uma história real, encarna Lee Israel, uma escritora que quer recuperar sua fama e idealiza uma fraude ao falsificar cartas de autores muito conhecidos já falecidos. Essa é a segunda indicação ao Golden Globes® de McCarthy.

Rami Malek por "Bohemian Rhapsody". O que dizer dessa incrível performance de um dos grandes músicos da história do rock. Malek se preparou seriamente para o papel, assim lembrou em uma entrevista com Page Six: "Quatro horas de movimento, duas de piano, duas cantando, depois em casa vendo imagens e dançando sozinho no meu apartamento. Tentando ser tão imprevisível e espontâneo como foi Freddie Mercury, nunca disse à câmara onde estava indo, senti que todos puderam acompanhar os movimentos desse personagem".

Rosamund Pike por "A Private War". Pike encarna a jornalista de guerra Marie Colvin que trabalha para o jornal britânico Sunday Times. O filme relata o último trabalho de Colvin, quando retratando a guerra na Síria morreu por causa de um explosivo caseiro. Essa valente repórter cobriu eventos trágicos como os conflitos bélicos na Serra Leoa,  Timor Leste, Kosovo, Zimbábue, Chechênia e a Primavera Árabe. Essa é a segunda indicação de Pike ao Golden Globes®.

John David Washington por "Blackkklansman". O diretor Spike Lee brilhou com esse filme que mostra a comédia contando a história de um homem afro americano que trabalha na polícia como detetive e decide se infiltrar na organização racista Ku Klux Klan. O filme expõe os severos problemas raciais atravessados pela cultura dos Estados Unidos.

Propostas alucinantes e produções que brilham ainda mais com as atuações desses artistas talentosos. As dúvidas se dissiparão na entrega do Golden Globe® 2019 neste domingo 6 de janeiro, a partir das 23h na tela do TNT. Você já tem seus preferidos?


por TNT