Os 5 melhores filmes de Ridley Scott

Para celebrar a estreia de "O Conselheiro do Crime" (The Counselor), a TNT faz uma retrospectiva das melhores produções do britânico que transita por sua sétima década de vida

Quando o assunto é dirigir filmes, com certeza Ridley Scott é um dos melhores. Seu talento pode ser apreciado em mais de 30 anos de trabalho em diversos gêneros, como ficção científica, guerra, crime e fantasia. "O Conselheiro do Crime" (The Counselor), sua nova produção, possui um dos elencos hispânicos mais apreciados de Hollywood. Para celebrar sua estreia, falaremos sobre os cinco melhores filmes do famoso cineasta.

5. O Gângster (2007)
Trama: na década de 70, Richie Roberts (Russell Crowe), um detetive de Newark, trabalha para derrubar o império de Frank Lucas (Denzel Washington), um gângster que vive em Nova York. Frank é encarregado do contrabando de heroína aos Estados Unidos, que chega em aviões vindos da guerra do Vietnã.

Por que você precisa ver: este drama biográfico norte-americano conta uma história envolvente que permite ao público presenciar uma vez mais os aspectos gráficos e crus dos filmes clássicos de gângsteres. Ao mesmo tempo, é uma história de uma mente empresarial incrível. Um dos detalhes mais interessantes são os aspectos humanos por trás dos personagens de Washington e de Crowe. Vemos além do criminoso e do herói, somos testemunhas de suas ambições, defeitos e, às vezes, de seus pontos fracos. Além do mais, esses dois atores, em vez de ofuscar um ao outro, se complementam, porque, sem a história de um, a do outro não existiria ou não seria relevante.

4. Falcão Negro em Perigo (2001)
Trama: em 3 de outubro de 1993, mais de 100 soldados norte-americanos que fazem parte de um esforço de paz da ONU chegam a Mogadíscio, Somália, para capturar dois tenentes que trabalham para Mohamed Farrah Aidid, um líder sanguinário. Quando dois helicópteros da missão são derrubados, os soldados são cercados por centenas de somalis armados, resultando no que seria uma das maiores batalhas terrestres envolvendo soldados norte-americanos.

Por que você precisa ver: o filme é baseado em uma série de artigos publicados pelo jornal Philadelphia Inquirer sobre a Batalha de Mogadíscio, também conhecida como Batalha do Mar Negro. Apesar de ter sido criticado pelos somalis, consegue pintar um retrato vivo dos terrores da guerra sob o ponto de vista dos soldados norte-americanos. Um dos detalhes mais impressionantes é que um personagem não supera os demais, porque o que mais importa são suas histórias coletivas. Sem dúvida, um dos melhores filmes de guerra. 

3. Gladiador (2000)
Trama: o general Maximus Decimus Meridius (Russell Crowe) é traído pelo cruel filho do imperador, Commodus (Joaquin Phoenix), que assassina a família do militar, o transforma em escravo e se apodera do trono. Decidido a vingar a morte de sua família, Maximus se torna um gladiador para poder ter acesso a Commodus.

Por que você precisa ver: este drama histórico é vencedor de cinco Oscars, incluindo as categorias de melhor filme e melhor ator. Com um elenco extraordinário, a história descreve o mundo sangrento do gladiador, a vida romana e sua política de pão e circo. O longa-metragem não é de forma alguma alegre; os personagens são obscuros e deprimidos, e a cinematografia tem uma cor quase turva, detalhes que contribuem para definir o triste e doloroso estado de ânimo da produção. Em geral, é um conto épico com cenas de ação brutalmente violentas. 

2. Blade Runner – O Caçador de Androides (1982)
Trama: em 2019, o uso de robôs chamados "replicants" foi proibido, sendo apenas permitido em colônias fora da Terra. Se um "replicant" volta, ele é perseguido por agentes da polícia conhecidos como Blade Runners. Em uma Los Angeles pobre e imunda, o ex-Blade Runner Rick Deckard (Harrison Ford) assume uma última missão: ele deverá ir atrás de quatro robôs fugitivos que se escondem na cidade.

Por que você precisa ver: quando estreou nos Estados Unidos, o filme foi amplamente mal-interpretado e fracassou. Mas, depois disso, se tornou uma produção cult ao ser redistribuída em várias ocasiões com alguns retoques do diretor. Agora, ele é celebrado como uma produção visualmente impressionante por seus efeitos especiais, cenografia, história e a atuação de Harrison Ford. A maioria das pessoas não aprovou a visão sombria do futuro mostrada por Scott, mas essas imagens – as corporações dominantes, a superpopulação, a escravidão e a opulência – foram tão poderosas que influenciaram várias outras produções futuristas.

1. Alien, o 8º Passageiro (1979)
Trama: voltando à Terra, a nave espacial Nostromo atende a um chamado de socorro procedente de outro planeta. Quando a equipe chega ao estranho local, se depara com um campo cheio de cápsulas. Ao explorar, uma criatura salta de uma delas e se engancha no corpo de Kane (John Hurt). De imediato, todos voltam para a nave. Depois de um tempo, a criatura cai e Kane parece melhorar. Até que, de repente, um alien explode de seu peito e começa a caçar o resto.

Por que você precisa ver: este clássico do cinema é a mistura perfeita de ficção científica e terror. O que torna este filme memorável é seu ritmo – o início é lento e silencioso e a segunda parte é aterradora - e o horripilante alien coberto em um ácido melequento que, 34 anos depois, ainda provoca pesadelos. A produção leva em conta até o menor dos detalhes, prendendo o público o tempo todo com uma história inteligente e lógica, em vez de imediatamente chegar ao ponto culminante. Também traz uma reviravolta inesperada, mostrando a talentosa Sigourney Weaver como uma heroína inteligente e forte, além de ser a única sobrevivente da tripulação. Sem dúvida, uma produção muito bem feita, Até hoje, é difícil encontrar um erro.
por Jack Rico