Os próximos filmes da DC serão mais otimistas

Foi o que disse Geoff Johns, chefe criativo da DC Entertainment

Apesar de alguns fãs terem gostado de "O Homem de Aço" (Man of Steel) e "Batman vs. Superman: A Origem da Justiça" (Batman v Superman: Dawn of Justice), e também o recém-estreado "Esquadrão Suicida" (Suicide Squad), muita gente criticou o enfoque que o Universo Expandido da DC deu aos filmes. Atentos às críticas, a empresa resolveu dar uma renovada e colocar Geoff Johns à frente da DC Entertainment par garantir que os próximos filmes contenham aquilo que faltou nos anteriores.

Nas últimas horas, Geoff falou sobre o assunto e disse que as próximas produções serão menos sombrias de agora em diante, mas deixando claro que isto já estava contemplado nos planos da Warner Bros. Pictures desde o início. Em entrevista ao The Wall Street Journal, ele disse que o estúdio errou ao dar esse tom mais sombrio às produções. Segundo ele, esses heróis devem oferecer "uma visão mais esperançosa da vida. Até mesmo o Batman pensa que o amanhã pode ser melhor, é o que o leva a agir e não ficar parado".

Já Jon Berg, chefe da DC Films junto com Johns, contou que decidiram acelerar as mudanças para que o "otimismo chegasse mais rápido". Sendo assim, espera-se que "Justice League", marcado para estrear 17 de novembro de 2017, apresente uma trama mais leve com Batman (Ben Affleck), Superman (Henry Cavill), Wonder Woman (Gal Gadot), Aquaman (Jason Momoa), Flash (Ezra Miller) e Cyborg (Ray Fisher).
por Alejandro Cusa