"Phantom Thread", um ponto em conjunto para o Oscar®

O filme protagonizado por Daniel Day-Lewis é misterioso, romântico e obscuro

Paul Thomas Anderson é especialista em construir histórias diferentes que escapam do linear e nos levam a mundos estranhos, com personagens perturbadores e, ao mesmo tempo, encantadores. Consegue isso novamente com seu último filme "Phantom Thread" no qual mostra a vida de um famoso estilista londrino dos anos 50 conhecido como Reynolds Woodcock.

O protagonista da história é o tricampeão do Oscar® Daniel Day-Lewis que interpreta com obsessão este particular homem que vestiu celebridades e a realeza. A paixão de Lewis pelo trabalho é tanta que aprendeu a tirar moldes, costurar e até fez um vestido de Balenciaga inteiro usando sua esposa como modelo!

Em "Phantom Thread", Reynolds Woodcock e sua irmã Cyril vivem em um mundo de opulência, moda e beleza. As mulheres vêm e vão da vida de Reynolds até que Alma chega à sua vida e se torna uma musa. A perfeição e obsessão que caracterizam o estilista são revolucionadas pela chegada do amor. Sua necessidade de controle o angustia e asfixia o casal.

Lewis mergulhou no Museu Nacional de Arte e Design de Londres "Victoria & Albert" e passou dias assistindo os vídeos de desfiles dos anos 40 e 50 para ter o estilo, os movimentos e gestos da época. Talvez seja o compromisso com a tarefa que deixou o ator esgotado e decidiu se retirar do cinema depois desse filme.

"Phantom Thread" ganhou seis indicações aos prêmios da Academia como "Melhor Ator", "Melhor Atriz Coadjuvante", "Melhor Score Original, "Melhor Design", "Melhor Diretor" e "Melhor Filme". Lewis obterá a quarta estatueta de sua carreira?
por TNT