SAGs: Lupita Nyong'o, a preferida

A mexicana-queniana venceu como Melhor Atriz Coadjuvante no Screen Actors Guild Awards®

Nesta noite de sábado, durante a vigésima entrega do Screen Actors Guild Awards®, Lupita Nyong'o venceu na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, depois de ter perdido o Globo de Ouro. A atriz conquistou o prêmio pelo seu papel de Patsey em "12 Years a Slave", desbancando a belíssima Jennifer Lawrence de "American Hustle", Julia Roberts (August: Osage County), June Squibb (Nebraska) e Oprah Winfrey (Lee Daniels' The Butler).

"Ser reconhecida é uma grande honra. Quero agradecer a todos", disse ela no placo do Shrine Exposition Center, depois de ser chamada por Matt Damon. Emocionada, agradeceu o diretor por relembrar ao público da nação esta história; e a sua família e colegas de elenco que agora podem chamar de amigos. 

Interpretando a escrava Patsey, a jovem conseguiu suas duas primeiras indicações ao SAGs e sua primeira estatueta, enquanto caminha como forte candidata ao Oscar que será transmitido pelo TNTN no dia 2 de março. Nesse evento ela concorrerá com Sally Hawkins (Blue Jasmine) e as mesmas estrelas mencionadas anteriormente, com exceção de Oprah.

O filme de Steve McQueen estrelado por Chiwetel Ejiofor segue os passos de Salomon Northup, um homem livre de raça negra que é enganado, drogado, sequestrado e vendido para donos de campos de trabalho na Georgia em pleno século XIX. Depois de passar por vários lugares, e com dois filhos, ele vive como escravo durante 12 anos, sendo forçado a trabalhar sob o mando de pessoas inescrupulosas. 

Dado TNT: Em 2011, Lupita Nyong'o voltou para os Estados Unidos para fazer parte da Escola de Atuação de Yale. Representou varias peças de Shakespeare, Chéjov e Gertrude Stein.
por Alejandro Cusa