"Winter Sleep", Palma de Oro em Cannes

Nuri Bilge Ceylan dedicou o prêmio "à juventude turca que nos últimos anos perdeu a vida em rebeliões"

Neste sábado, o júri do Festival de Cannes premiou com a Palma de Ouro o filme "Winter Sleep", do turco Nuri Bilge Ceylan, confirmando assim o seu favoritismo na 67ª edição ao conquistar o troféu de maior prestígio da sétima arte. A cerimônia que começou dia 16 de maio com a exibição de "Grace of Monaco", que não agradou a crítica, termina no próximo domingo com a exibição dos longas-metragens que participaram desta edição.  

Ao receber o prêmio das mãos de Uma Thurman e Quentin Tarantino, sob os aplausos do público, o eleito Melhor Diretor em 2008 na Costa Azul disse: "Quero dedicar este prêmio à juventude turca, àqueles que perderam suas vidas nas rebeliões nos últimos anos". Também, disse ser "uma bela coincidência ter ganhado este prêmio justamente quando no meu país o cinema faz 100 anos".  

Há várias semanas, "Winter Sleep" era tido como o grande favorito e sua exibição no dia 16 de maio teve uma grande acolhida. Ao final de três horas e 17 minutos, o público se levantou para aplaudir a história de Aydin, um aposentado que gerencia um pequeno hotel em Anatolia com a ajuda da esposa, Nihal, de quem está afastado sentimentalmente, e de sua irmã Necla, triste pelo recente divórcio.

GANHADORES DA COMPETIÇÃO
Longas-metragens
Palme d'or - Winter Sleep, de Nuri Bilge Ceylan
Grand Prix - Le Meraviglie (The Wonders), de Alice Rohrwacher
Melhor Direção - Bennett Miller, por Foxcatcher
Melhor Roteiro - Andrey Zvyagintsev e Oleg Negin, por Leviathan
Melhor Interpretação Feminina - Julianne Moore, por Maps To The Stars
Melhor Interpretação Masculina - Timothy Spall, por Mr. Turner
Prêmio do Júri – Mommy, de Xavier Dolan, e Adieu Au Langage, de Jean-Luc Godard

Curtas-metragens
Palme d'or - Leidi, de Simón Mesa Soto
Menção especial - Aïssa, de Clément Trehin-Lalanne, e Ja Vi Elsker, de Hallvar Witzø

GANHADORES DE CERTAIN REGARD
Prêmio Certain Regard - Fehér Isten (White God), de Kornél Mundruczó
Prêmio do Júri - Turist, de Ruben Östlund
Prêmio Especial - The Salt Of The Earth, de Wim Wenders y Juliano Ribeiro Salgado
Prêmio Conjunto - Party Girl, de Claire Burger, Samuel Theis, Marie Amachoukeli
Melhor Ator - David Gulpilil, por Charlie's Country

GANHADORES CINEFONDATION
Primeiro Prêmio da Cinéfondation – Skunk, de Annie Silverstein
Segundo Prêmio da Cinéfondation - Oh Lucy!, de Atsuko Hirayanagi
Terceiro Prêmio da Cinéfondation Ex-aequo - Lievito Madre (Sourdough), de Fulvio Risuleo, e The Bigger Picture, de Daisy Jacobs

GANHADORES CAMÉRA D'OR
Party Girl, de Samuel Theis, Claire Burger e Marie Amachoukeli
por Alejandro Cusa
Tags cannes